Anseios


Vera Verissimo

O que se tem
não é um esperado presente de Reis,
ainda que, para sermos justos e verazes
haja um grão de esperança em tudo
e para sermos honestos aceitemos um norte
quer missal para uns ou abrir os braços ao vento, a
outros
o que se tem
é sempre uma visionária esquisita flor no único galho
pendendo em solitária árvore ao longe
assomando em glória no topo de terra prometida

e do que se tem, não cansa o eco incessante,
são essas as matérias do mundo?

poema do livro Matérias do Mundo

voltar

Vera Verissimo

E-mail: veraver@terra.com.br

Clique aqui para seguir esta escritora


Pageviews desde março de 2021: 5518

Site desenvolvido pela Editora Metamorfose